A vida de uma menina mulher contada de uma outra forma...

30
Out 08

Lá fora as gotas de chuvas ecoam no telhado...
Dou por mim a divagar e a olhar o cinzento do céu...desperto deste transe com a brisa gélida da janela!
A lareira brinca num jogo de dança em que cada labareda levanta e baixa e ao mesmo tempo...aquela dança aquece-me as entranhas!
O ambiente aconchega-me a alma provocando – me desejos ardentes! Procuro-te...sussurro-te ao ouvido para que abras aquela colheita fantástica para me deliciar...perdida no tempo e olhar ausente a minha cabeça revela uma imaginação sem fim...
Olho para ti e nem te dou tempo para nada...quero-te!
No chão quente do lume brincamos e exploramos onde a gota de vinho pode ir! Desliza daqui...e escorre para ali...Devoro-te com a sensação de não existir amanhã! Possuímos com a imensidão e a paixão que procuro em ti!
Rebeldes no anoitecer de Outono, por muito que seja morno aliciamos um ao outro! E por que a paixão nunca foi em vão...sorrimos e coramos!
O menino maroto não precisa que lhe diga onde deve ir...alias não se fala...por isso se diz que os olhos são o espelho da Alma!
Abrigo-me a ti despida de tudo...despida de pesos, de pensamentos e argumentos que procuro em ti...aliás de mim para ti! Não posso...digo-te, não posso continuar a insurgir-me com o meu coração! Não posso magoar-te nem magoar-me com esta paixão...este furacão de sentimentos que essa cara marota provoca em mim!
O silêncio provoca-me uma sensação de impotência sem fim...visto-me dou-te um beijo e saio...e tu ficas apenas a olhar para mim!

(Esta é pura ficção ehehehe)

publicado por pequenarebelde às 18:02
sinto-me: rebelde
música: Sara Tavares - Balancé

27
Out 08

Lá fora, espreito e o sol desafia-me a sair.
Deixa-me respirar fundo para a pouco e pouco sair da concha. A rebeldia invadiu-me os sentidos e as entranhas...novamente!
Perdi a cabeça e chutei a tristeza para outro lugar. Descobri-me a mim, renovei a inspiração e no meio desta confusão, e de tanto senão, descobri a amizade...este amor no estado mais puro!
Um amor amigo, um profundo respeito, alguém que admiro e que tem grandes conceitos. Conceito de vida, conceito de paz, sabedoria de mestre, experiências e uma perspicácia sem fim, carisma estridente e tão bom rapaz! Alguém que me puxou e para cima me elevou!
Sem sequer me tocar mas sempre a encantar este amigo ficou!

A rebelde teve uma nuvem que a atormentou nestes últimos tempos. Para ajudar e não quero estar novamente a repetir que perdi alguém que me era deveras importante.

Mas a vida é assim mesmo cheia de altos e baixos, e temos que nos agarrar aos amigos! Sim, tenho que agradecer a um ser muito especial que me deu um abanão e me fez ver que não me poderia isolar sem procurar ninguém. Isolar no sentido de não falar no que mais fundo me ia na alma. E com alguma leveza expulsei para fora  e essa fantástica pessoa pôs-me a pensar nas suas palavras e isso às vezes é importante.
Quero agradecer a esse amigo, a esse amigo sem rosto mas por quem tenho uma estima e um carinho imenso. E penso que nem ele têm noção do quanto me ajudou nesta fase menos boa.
É uma amizade pura, sem segundas intenções, coisa que hoje em dia já não é fácil de encontrar.
A ti que me puxaste pra cima...
A ti que me fizeste olhar pra dentro e ver a verdadeira pessoa que sou e por vezes não dou valor...
A ti que mesmo longe sempre tiveste uma palavra, uma preocupação...
A ti que sem pedir nada em troca dês te me tanta boa energia e vibração...
A ti que por muito estranho que pareça às vezes as pessoas que não nos conhecem são aquelas que melhor olham e avaliam com frieza a situação...
A ti que só tenho duas palavras a dizer: MUITO OBRIGADO!!!!

 

publicado por pequenarebelde às 18:32
sinto-me: Agradecida e aliviada
tags:

21
Out 08

(faz parte do 1/4 de século, eu acho)

Lá fora tudo circula agitado. Gosto de observar a vida das pessoas.

 

Distante, vagueio e alheio-me a tudo.
Procuro quem fui outrora...
Distante tento resgatar toda aquela energia que não esgotava nunca...
Distante procuro a menina que fui e já não sou mais...
Aquela que ria, que vivia e não media tudo o que fazia. Aquela que queda após queda tinha forças para tudo e jamais perdia a coragem. Que sonhava e pensava que um dia mais tarde tudo ia valer a pena.
Será? Dei por mim a por em causa...tudo está posto em causa...
A rotina, o dia-a-dia e o desperdício de energia....
Perdi os sonhos, perdi a razão, perdi a vida e até o coração...
Se estou mal? Não estou não....
Infelizmente sinto-me um bloco de gelo que tudo analisa, que tudo pondera....
A vida? A minha vida tem sentido? Não sei...levanto-me de manhã num automatismo desenfreado, isolo-me e não procuro a companhia de ninguém....
Sozinha, desenlaço a minha tristeza e procuro em mim forças para de novo erguer. Coragem, penso!
Nunca desarmar, e arriscar sempre, porque vale apena viver.
Perdi nestes últimos tempos, uma casa comprada num objectivo comum que não foi longe, perdi um dos meus trabalhos, porque era necessário parar um pouco para equilibrar, perdi o meu avô, que tanto amei...
Faz hoje precisamente uma semana e esta tristeza que pensava que passava, aumenta dia após dia...
E neste turbilhão de acontecimentos perdi-te a ti...
Meti em causa e vi, achei...não soubeste lidar com este pequeno percalço na minha vida. Fugiste e não agiste! Até os amigos foram mais confortantes que tu. Não podemos conviver com as pessoas só quando temos fases boas...as más também fazem parte e é claro o meu estado de espírito ultimamente não anda bem...mas meteste a minha atitude em causa e isso não admito nunca! Não estou bem percebes, a cabeça não está bem porque o meu coração está vazio com esta perda. Com todas as perdas que ultimamente invadem a minha vida!
Respiro fundo, o sufoco que é querer gritar e não conseguir, querer chorar e não ter mais lágrimas e no fim deste nó na garganta dou por mim a despertar. E a pouco e pouco a pequenarebelde  luta internamente para recuperar a força, a vontade, a coragem, a rebeldia e acima de tudo o optimismo, a motivação e por fim o sorriso...

publicado por pequenarebelde às 16:55
sinto-me: fechada em mim

16
Out 08

Tenho andado muito ausente por motivos pessoais!!!
Infelizmente na madrugada de terça-feira o destino levou uma das pessoas que para mim era muito importante!!! Para mim e para os meus!!!

Avozinho que partiste,despedaçaste-me o coração!!!

Eras um Homem com H grande, que muito sofreu para criares os teus filhos!!!!

 

Vou sentir a tua falta e das nossas brincadeiras!!!

 

Descansa em PAZ!!!

E que Deus Cuide de Ti como sempre cuidastes dos teus!!!

publicado por pequenarebelde às 10:21
sinto-me:

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
22
23
24
25

26
28
29
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO