A vida de uma menina mulher contada de uma outra forma...

05
Set 11

A luz que vem da janela quebra-se com a sombra que paira no ar! O cheiro a incenso como sempre mistura-se com a brisa que vem subtil....

Desejo-te! Escondo-me do mundo e o mundo esqueceu-se de mim....não me dói! O ritmo alucinante como sempre obriga-me a parar! A verdade é que perco-me sempre numa outra dimensão...anseio o momento em que voltes a cruxar o teu olhar com o meu! O coração explode só de pensar nessa possibilidade!

O toque...o olhar...perco-me nesse mar castanho que me provoca um estremecer...Desejo-te! Esta necessidade de energia transporta-me para um lugar só meu...

Preciso apenas de um sinal teu...continuo neste transe que só é quebrado pelo toque do telemovel...hum que gesto matreiro...em nome de um amigo fazeste anunciar!

Ao primeiro contacto visual os nossos corpos parecem imans que puxam a uma força que me provoca uma inquietude brutal...quero-te! Tal como tu!

Distribuimos sorrisos mas o nosso olhar fala...saimos os dois!

Todo o meu corpo estremece ao estar ao teu lado! Puxas-me para ti! a vontade com que te quero mostra-se em todos os sentidos...Percebo à distância que a vontade de me tocares é igual...

Percorres-me o corpo com a suavidade e calor que uma chama me percorre também! Ao sentir-te tu sussuras-me o quanto me queres e o sopro quente da tua voz faz-me percorrer sentidos nunca antes percorridos! A troca de energia manifesta-se e exaustos caimos num extase infinito! E o olhar volta a perder-se neste mar castanho onde os teus olhos castanhos se perdem nos meus...

 

I´m back!!!!!{#emotions_dlg.sarcastic} um bem haja a todos os meus uma beijoca rebelde aos meus queridos Neo, Mimi, Maria de Fátima....

publicado por pequenarebelde às 20:06
sinto-me: Rebelde
música: amor electro - Máquina

04
Set 11

Pois é. ca estou de volta ao meu cantinho.

 

Vivi tanta coisa nestes tempos que um único posts não serviriam para vós contar!

 

Estou numa nova fase, onde a felicidade bateu à porta e talvez não a tenha deixado entrar!!!! Será que é sempre assim? Quando se sofre uma decepção amorosa, e onde após essa fase entra alguém na nossa vida e não sabemos como ama-lo?

 

Pois é, vou-vos contar uma história, uma histórinha de uma miúda rebelde e manhosa que por vezes não sabe aproveitar as coisas boas da vida. Que por vezes esquece a ordem das prioridades e fecha-se no seu cantinho, melhor no seu trabalho. Apesar de amar com todas as suas forças não consegue exteriorizar isso, e acaba por deixar a pessoa que ama ir embora!

 

Ou será que não ama assim tanto? Ou será que tem medo de se ferir????

 

Depois de muito tempo sem vir aqui ao cantinho, ontem decidi que lhe ia dar um pouco mais de atenção, sendo que a vontade de escrever começou a falar mais alto!!!! E a saudade de rever velhos amigos também!!!!

 

Me aguardem porque sem dúvida que vou voltar!!!!!!

 

publicado por pequenarebelde às 12:32
sinto-me: Nostálgica
música: heartsbeats- josé gonzalés
tags:

01
Abr 10

Olá amigos,

 

Quero agradecer a todos, a uns pelo feliz ano novo, à querida Maria de Fátima por passar sempre no meu cantinho! Sim eu sei, ando super desaparecida e desde Setembro que não dou o ar da minha graça eehehehehehehehe

 

Felizmente é por bons motivos! trabalho e muito trabalho e quando não estou a trabalhar estou a curtir o pouco tempo tempo livre que tenho para sair um pouco da rotina.

 

Já tenho novo computador o que significa que vou voltar e dar a atenção que os meus amigos merecem!!!!!

 

E que o meu cantinho também precisa ehehehe

 

 

beijocas rebeldes desta renovada e sempre rebelde!!!!!

 

 

PS - neo e maria de fátima, um beijinho muito especial para vocês, tenho saudades de conversar convosco!!!!!

 

SEJAM REBELDES!!!!!!!!

publicado por pequenarebelde às 23:22
sinto-me: rebelde
música: rita guerra - luar

22
Out 09

 

Bom dia penso para mim!

Lá fora chove e o primeiro friozinho à seria que chega ao maravilhoso Alentejo faz-se sentir! Ao som da chuva que bate incessantemente e no seu ritmo a cabeça divaga sem saber por onde começar!

A Criança que fui outrora desapareceu, não a parte boa da criança, em que brincar é parte diária da vida, mas aquela parte cujas experiências nos fazem amadurecer! Como dizia Shakespeare, “(…)começamos a aceitar as derrotas sem a tristeza de uma criança(…)”

E como me sinto, consigo ser bastante mais realista em relação às minhas vitórias e às minhas derrotas. E começo a mentalizar que por vezes não somos capazes de conseguir determinado feito porque não é o momento! Perguntam vocês, o porquê desta conversa toda? Porquê na correria desenfreada que foi a minha vida nestes últimos tempos tive que parar, e ao parar reparei em coisas que não reparava, parei internamente para me conhecer ainda melhor, para buscar a minha integridade, para falar comigo mesma. Caríssimos, a vida é bastante bela mas não é um mar de rosas, e até as rosas têm espinhos! Isto soou-me a cliché! Mas é sem dúvida uma verdade extrema.

Por exemplo nestes últimos tempos em que estive ausente no blog, consegui alcançar um objectivo profissional que ambicionava à praticamente seis anos! E felizmente com muito esforço consegui transitar para a minha área de formação.

Contudo as adversidades já não me mandam abaixo e finalmente percebi que apesar de tudo temos fortes motivos para continuar em frente, para reconstruir caso seja necessário. Dás com a cabeça? Levanta-te, sorri porque tens mais uma experiencia de vida contigo e recomeça!

Sim a pequenarebelde que já não é tão pequena quanto isso, e que a rebeldia já não se manifesta como outrora...mas que continua a ser rebelde...cresceu…amadureceu…

Sim a pequenarebelde acorda e apesar da minha vida estar um pouco fora de rumo, mais uma vez agradeço a Deus a grande conquista que fiz nesta minha vida profissional que suporta todas as outras adversidades,

Sim a pequenarebelde agradece porque nesta empresa sou uma das poucas que o conseguiu,

A pequenarebelde acordou e viu, com olhos de ver, que afinal é uma excelente pessoa, que tem defeitos como todos nós, que têm sombras no seu brilho, mas que se ama mais que nunca, que se valoriza e que as criticas servem apenas de motor condutor para reforçar a personalidade que tenho…

Sim porque não é falta de modéstia, é conhecimento daquilo que sou e não sou, da boa profissional que sempre fui e meti em causa devido a pessoas menos competentes em que o posto de chefia serve apenas para dizer, sim eu mando mas que como humanitárias deixam algo a desejar, adquiri conhecimento de muitas horas sós sem um telefone a ligar, sem um amigo, em que a melhor e única companhia era eu e o silêncio que me fez passar por sítios internos que desconhecia mas que espiritualmente me elevaram a alma…

E finalmente deixei de por em causa quem sou, como sou…e aquilo que faço...

O mais correcto é dizer que deixei de ser o meu pior inimigo, a maior critica em relação a mim mesma, e finalmente tornei-me na minha melhor amiga….

 

Beijocas e sejam rebeldes….

 

Como dizia Raul Solnado, façam o favor de ser felizes…. E acima de tudo amem-se a vocês mesmos!!!! Mas para isso têm de se conhecer melhor, internamente, com o melhor e o pior que são, onde podem chegar...quais os vossos limites!!!!

 

deixo um beijinho a todos os que me visitam, à fátima que é uma querida e da última vez nem lhe retornei o comentário, ao Neo que não tenho conseguido ir espretar os seus blogs, e ao sonhadoremfulltime que também não sei como vai....

A vós meus queridos amigos beijinhos da sempre e melhorada pequenarebelde!!!

publicado por pequenarebelde às 12:15
sinto-me: tranquila, em paz
música: Josh Groaban

15
Set 09

Carríssimos Amigos,

 

Pensavam que tinha desaparecido? Não, nada disso! Aqui a pequenarebelde tem tanto para contar.....

Bem já tive as merecidas férias em Agosto, onde as noites de Verão foram extasiantes =)

 

regresso ao trabalho e plimmmm.... Já estou na minha nova área se bem que ainda num posto de trabalho provisório, devido a uma infelicidade da minha colega.

 

Passo sempre apressada e prometo voltar ainda esta semana  para divagar um pouco mais sobre as férias!

 

Um beijo enorme para todos e aproveitem os últimos dias de Verão!!!!

 

publicado por pequenarebelde às 14:29
sinto-me: tranquila
música: Segredos - Paulo Gonzo
tags:

12
Jun 09

Caros Visitantes,

 

Sei que ando um pouco ausente(para não dizer muito ausente) mas com a transicção de posto de trabalho a vida profissional anda a mil.

 

Preciso das vossas sugestões:

 

Em pleno Alentejo, zona de bons vinhos que sugestões têm para um espaço de Enoturismo???? O que gostaria de usufruir num espaço  com este conceito?

 

ESpero poder contar com as vossas sugestões, já que a rebelde anda a recolher opiniões/sugestões neste tema, que é o Turismo versus Vinho!

 

É para um trabalho pessoal ligado na minha área de formação.

 

Beijocas a todos, aproveitem os (poucos) dias de Calor e sejam rebeldes!!!!

 

Beijocas aos meus amigos virtuais cujas saudades imperam(Neo, Mimi, sonhadoremfulltime)

 

publicado por pequenarebelde às 15:33
sinto-me: com a vida a milll
música: Amália Hoje - Gaivota
tags: ,

28
Abr 09

O ALENTEJO

 

Palavra mágica que começa no Além e termina no Tejo, o rio da portugalidade. O rio que divide e une Portugal e que à semelhança do Homem Português, fugiu de Espanha à procura do mar.

 

O Alentejo molda o carácter de um homem. A solidão e a quietude da planície dão-lhe a espiritualidade, a tranquilidade e a paciência do monge; as amplitudes térmicas e a agressividade da charneca dão-lhe a resistência física, a rusticidade, a coragem e o temperamento do guerreiro. Não é alentejano quem quer. Ser alentejano não é um dote, é um dom. Não se nasce alentejano, é-se alentejano.

 

Portugal nasceu no Norte mas foi no Alentejo que se fez Homem.

Guimarães é o berço da Nacionalidade, Évora é o berço do Império Português. Não foi por acaso que D. João II se teve de refugiar em Évora para descobrir a Índia. No meio das montanhas e das serras um homem tem as vistas curtas; só no coração do Alentejo, um homem consegue ver ao longe.

 

Mas foi preciso Bartolomeu Dias regressar ao reino depois de dobrar o Cabo das Tormentas, sem conseguir chegar à Índia para D. João II perceber que só o costado de um alentejano conseguia suportar com o peso de um empreendimento daquele vulto. Aquilo que para o homem comum fica muito longe, para um alentejano fica já ali. Para um alentejano não há longe, nem distância porque só um alentejano percebe intuitivamente que a vida não é uma corrida de velocidade, mas uma corrida de resistência onde a tartaruga leva sempre a melhor sobre a lebre.

 

Foi, por esta razão, que D. Manuel decidiu entregar a chefia da armada decisiva a Vasco da Gama. Mais de dois anos no mar... E, quando regressou, ao perguntar-lhe se a Índia era longe, Vasco da Gama

respondeu: «Não, é já ali.». O fim do mundo, afinal, ficava ao virar da esquina.

 

Para um alentejano, o caminho faz-se caminhando e só é longe o sítio onde não se chega sem parar de andar. E Vasco da Gama limitou-se a continuar a andar onde Bartolomeu Dias tinha parado. O problema de Portugal é precisamente este: muitos Bartolomeu Dias e poucos Vasco da Gama. Demasiada gente que não consegue terminar o que começa, que desiste quando a glória está perto e o mais difícil já foi feito. Ou seja, muitos portugueses e poucos alentejanos.

 

D. Nuno Álvares Pereira, aliás, já tinha percebido isso. Caso contrário, não teria partido tão confiante para Aljubarrota. D. Nuno sabia bem que uma batalha não se decide pela quantidade mas pela qualidade dos combatentes. É certo que o Rei de Castela contava com um poderoso exército composto por espanhóis e portugueses, mas o Mestre de Avis tinha a vantagem de contar com meia-dúzia de alentejanos. Não se estranha, assim, a resposta de D. Nuno aos seus irmãos, quando o tentaram convencer a mudar de campo com o argumento da desproporção

numérica: «Vocês são muitos? O que é que isso interessa se os alentejanos estão do nosso lado?»

 

Mas os alentejanos não servem só as grandes causas, nem servem só para as grandes guerras. Não há como um alentejano para desfrutar plenamente dos mais simples prazeres da vida. Por isso, se diz que Deus fez a mulher para ser a companheira do homem. Mas, depois, teve de fazer os alentejanos para que as mulheres também tivessem algum prazer. Na cama e na mesa, um alentejano nunca tem pressa. Daí a resposta de Eva a Adão quando este, intrigado, lhe perguntou o que é que o alentejano tinha que ele não tinha: «Tem tempo e tu tens pressa.» Quem anda sempre a correr, não chega a lado nenhum. E muito menos ao coração de uma mulher. Andar a correr é um problema que os alentejanos, graças a Deus, não têm. Até porque os alentejanos e o Alentejo foram feitos ao sétimo dia, precisamente o dia que Deus tirou para descansar.

 

E até nas anedotas, os alentejanos revelam a sua superioridade humana e intelectual. Os brancos contam anedotas dos pretos, os brasileiros dos portugueses, os franceses dos argelinos... só os alentejanos contam e inventam anedotas sobre si próprios. E divertem-se imenso, ao mesmo tempo que servem de espelho a quem as ouve.

 

Mas para que uma pessoa se ria de si própria não basta ser ridícula porque ridículos todos somos. É necessário ter sentido de humor. Só que isso é um extra só disponível nos seres humanos topo de gama.

 

Não se confunda, no entanto, sentido de humor com alarvice. O sentido de humor é um dom da inteligência; a alarvice é o tique da gente bronca e mesquinha. Enquanto o alarve se diverte com as desgraças alheias, quem tem sentido de humor ri-se de si próprio. Não há maior honra do que ser objecto de uma boa gargalhada. O sentido de humor humaniza as pessoas, enquanto a alarvice diminui-as. Se Hitler e Estaline se rissem de si próprios, nunca teriam sido as bestas que foram.

 

E as anedotas alentejanas são autênticas pérolas de humor: curtas, incisivas, inteligentes e desconcertantes, revelando um sentido de observação, um sentido crítico e um poder de síntese notáveis.

 

Não resisto a contar a minha anedota preferida. Num dia em que chovia muito, o revisor do comboio entrou numa carruagem onde só havia um passageiro. Por sinal, um alentejano que estava todo molhado, em virtude de estar sentado num lugar junto a uma janela aberta. «Ó amigo, por que é que não fecha a janela?», perguntou-lhe o revisor.

«Isso queria eu, mas a janela está estragada.», respondeu o alentejano. «Então por que é que não troca de lugar?» «Eu trocar, trocava... mas com quem?»

 

Como bom alentejano que me prezo de ser, deixei o melhor para o fim. O Alentejo, como todos sabemos, é o único sítio do mundo onde não é castigo uma pessoa ficar a pão e água. Água é aquilo por que qualquer alentejano anseia. E o pão... Mas há melhor iguaria do que o pão alentejano? O pão alentejano come-se com tudo e com nada. É aperitivo, refeição e sobremesa. E é o único pão do mundo que não tem pressa de ser comido. É tão bom no primeiro dia como no dia seguinte ou no fim da semana. Só quem come o pão alentejano está habilitado para entender o mistério da fé. Comê-lo faz-nos subir ao Céu!

 

É por tudo isto que, sempre que passeio pela charneca numa noite quente de verão ou sinto no rosto o frio cortante das manhãs de Inverno, dou graças a Deus por ser alentejano. Que maior bênção poderia um homem almejar?

 

Autor: Anónimo

 

 

Cheguei de viagem ontem, tive por terras espanholas durante quatro dias, de Salamanca ao pais basco até Madrid.

Dias fantásticos mas cansativos. Andei imenso mas adorei. Aprendi uma serie de coisas nesta maravilhosa formação.

Hoje no trabalho recebi este email fantástico que retrata sem dúvida o quanto os Alentejanos de gema gostam de ser alentejanos, e a alma enorme de um alentejano!!!!

 

É boa gente, sim senhor!!!!

Quem não visitou o Alentejo e não ficou maravilhado?

 

Adoro a minha cidade, a minha região.

 

Gosto principalmente da parte em que dizem que gostamos de rir de nós próprios! Eu sou assim....prefiro falar de mim do que da vida alheia.

 

beijinhos a todos e a rebelde, apesar de Alentejana anda numa vida a 10000 à hora!

 

Sejam rebeldes!!!!

 

publicado por pequenarebelde às 17:34
sinto-me: tranquila
música: Luz del mar
tags:

10
Abr 09

Uma boa Páscoa para todos!!!!!

 

Obrigada a todos que continuam a passar no blog apesar de estar um pouco parada devido a compromissos profissionais!!!!

 

 

 

E a ti Mária de fátima, um grande beijinhos e boa páscoa também!!!!!

 

Neo, uma boa páscoa e tenho saudades das nossas conversas!!!!

 

 

Volto em breve!!!!

 

 

 

Sejam Rebeldes!!!!

publicado por pequenarebelde às 12:17

10
Fev 09

Noite fria e inigualável.
Divago por entre os raios de luar e brindo a ti. Nua...despida de roupas e preconceitos divago assim...
A lua espreita entretida a brincar ao jogo do gato e do rato com a janela....
Desligo luzes e bebo essa energia da Deusa guerreira que é a LUA.
Tenho uma paixão por ela e perco-me na sua luz, na sua imensidão, no seu poder enérgetico...
Poderosa LUA...Já testemunhaste tantas aventuras, tantos casos, tanta paixão, tanta rebeldia!
Ouço bater na porta...o coração pula numa agitação inexplicável quase incontrolável...visto o robe porque a nudez manifesta-se sempre ao raio do luar.
Abro a porta e vejo-te o brilho dos teus olhos..
Nada dizemos...paramos uns segundos a olhar-nos iluminados pela Deusa misteriosa que me dá uma força estranha, que me provoca uma excitação e capacidade de sedução sem fim...
Puxo-te para mim e perco-me nos teus braços...
Respondes com um gemido e também não dizes nada! Percorres-me o corpo como se um íman te puxasse para ti...
Os gemidos que se ouvem dos corpos em arrebatamento desta luz enorme que a poderosa Lua oferece...
Neste jogo de corpos levas-me à loucura...possuo uma força capaz de te levar ao êxtase total...
Que é isso, menina? Foste possuída outra vez? Sussurras-me ao ouvido! Apenas sorrio com o olhar mais malandro que alguma vez viste! Respondo-te, sabes qual é o efeito da Lua, não sabes!!!
Os corpos continuam neste jogo sem regras tempo sem fim
A lua...esta energia poderosa que se manifesta em mim! Que me deixa presa à imaginação e à loucura do tempo e do espaço...
A LUA, esta força energética e poderosa que me possui de forma encantada e me mostra segredos sem fim...

 

Aqui a Rebelde tem andado mesmo desaparecida.

Para além de muito trabalho, em dose dupla claro, fiquei sem pc! Morreu ehehe! Portanto até conseguir arranjar outro só dou uma espreitadela aos vossos blogues no trabalho e ai é mesmo de fugida!

mas passo sempre nos vossos blogs apesar de não comentar.

beijocas rebeldes para todos em especial
Ao amigo Neo, saudades de falar contigo, amigo!!! Mas estou bem e animadissima
Á mimi, que é uma querida e passa sempre aqui no blog da pequenarebelde!!!

 

Divirtam-se e sejam rebeldes
Estamos quase em tempo de folia...Carnaval está à porta pessoal!!!!

 

 

publicado por pequenarebelde às 15:10
sinto-me: seduzida pela LUA
música: josh Groban - OCEANO

08
Jan 09

As badaladas passaram e mais um novo ano começou.
Termino o ano contigo a meu lado e apercebo-me que o iniciei junto a ti!
Dou viva a estes novos 365 dias que começam no calendário mas que são mais 365 dias na minha vida! Expectante, mando as tristezas para trás das costas e alegro-me a mim, a ti e a todos!
A percepção de mim, olhar de fora para dentro tornou-me uma outra pessoa...
Será que temos noção de quem somos realmente? Será que não somos nós mesmos os nossos piores inimigos?
Estas ideias passam por mim a cada inicio de ano. Gosto de me auto-avaliar!
Sou uma vencedora, por muitas quedas, desânimos e tristezas que por momentos me invadem e me obrigam a lutar dentro de mim!
Não posso pedir mais, sou uma optimista, uma sortuda, uma guerreira aos olhos de quem me conhece bem!
Mas na verdade, por vezes vou abaixo, pensando naquilo que me faz mais falta e que não deveria fazer!
Sim, sinto falta de alguém a meu lado. Sim confesso! Sinto falta de ter alguém no final de cada dia e poder ter uma conversa, ou simplesmente nada dizer e sentir que tenho ali alguém para me acompanhar na vida.
Não, não me sinto solitária. Sinto falta de ter alguém para partilhar as fases boas, as fases más e aquelas fases assim assim na vida!
Por vezes, acho que a nossa sociedade tem os valores trocados! Por mais bens materiais que tenhamos para mostrar aos outros, que importa se a nossa vida emocional não existe? Dar amor, receber amor, ajudar o próximo, dar a mão a quem precisa, não serão estes os princípios que devemos ter?
Sim eu sei é um cliché, mas involuntariamente dou por mim a sentir-me deslocada da sociedade.  Devo ter os principios trocados...eheh!
Claro que preciso de estabilidade financeira, mas preciso de amigos, preciso de um amor sem pensar muito nas desilusões, preciso levantar pela manhã e ir alegremente para o trabalho, sentindo-me útil. Preciso de Paz, preciso de aconchego, luz espiritual...
Não que não tenha algumas destas coisa...mas gostava de as ter noutra dimensão...

Enfim....
Um desabafo que não se encontra terminado mas que sugere apenas o meu desejo para o ANO 2009:

SER AINDA MAIS FELIZ! DEDICAR-ME A MIM E AOS MEUS!!!

(Se der tempo arranjar um novo amor que este inverno está muito frio!!!!ehehehehe Sim porque eu com a mania de ter amores livres, parece-me que saio sempre a perder ehehehe.
Acabo de ter uma ideia para um novo post. Será mesmo que os homens gostam de mulheres emocionalmente resolvidas, que não têm ciumes nem desconfianças? A minha experiência diz-me que não. Que vós parece?)

publicado por pequenarebelde às 18:28
sinto-me: a pensar na vidinha!!!!
música: Polo Norte - Aprender a ser Feliz!
tags:

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO